Aquarismo para iniciantes: o que é essencial saber?

Dicas e Onde comprar o peixe Colisa Lalia (Trichogaster lalius)


ORÇAMENTO Onde comprar o peixe Colisa Lalia (Trichogaster lalius)

Classificação Classe: Actinopterygii • Ordem: Perciformes • Família: Osphronemidae

Nome binomial: Trichogaster lalius (Hamilton, 1822)

Sinônimos: Trichopodus lalius, Colisa lalius, Polyacanthus lalius, Colisa unicolor

Grupo Aquário: Gouramis, Labirintídeos

Nomes comuns

Colisa Lalia

Inglês: Dwarf gourami, Red lalia

Distribuição & habitat

Ásia, amplamente distribuído através do Paquistão, norte da Índia e Bangladesh. Populações ferais são encontradas em Cingapura, EUA e Colômbia.

Países: Bangladesh, Índia, Paquistão

Habita predominantemente ambiente lêntico como riachos, lagoas, pântanos, valas e córregos e canais de irrigação com vegetação abundante
Ambiente & parâmetros da água

Bentopelágico; água doce • pH: 6.6 – 7.4

• Dureza: 5 – 19 • Clima: tropical; 22°C – 28°C Tamanho adulto

8 cm (comum 5 cm) • Estimativa de vida: 3 anos +

Manutenção em aquário

Aquário com dimensões mínimas de 60 cm X 30 cm X 30 cm (56 litros) requerido. Como a maioria dos Anabantóides, não apreciam forte movimentação na água. Aquário densamente plantado é bastante apreciado para espécie. Importante formar refúgios e tocas caso venha a manter um casal, uma vez que o assédio do macho é bastante forte junto a fêmea.

É uma espécie pacífica e ideal para aquário comunitário, podendo se tornar territorialista e agressivo frente a outros membros do gênero, nomeadamente outras Colisas e não raramente outros Anabantóides como Tricogaster, Peixe Paraíso e Betta. É um peixe de comportamento tímido que deve ser mantido com peixes de pequeno porte e igualmente pacíficos.

Amplamente mantido em pequenos aquários, como os populares Bettas, esta ação deve ser evitada e desencorajada.

Alimentação

Onívoro, em seu ambiente natural alimenta-se principalmente de pequenos crustáceos, rotíferos, protozoários, algas larvas de insetos e pequenos anelídeos. Em aquário aceitará alimentos secos sem dificuldades, devendo também ser fornecido pequenos alimentos para desenvolver melhor sua saúde e coloração.

Reprodução e dimorfismo sexual

Ovíparo. Durante a fase de reprodução o macho tenderá ser agressivo com a fêmea, comportamento que cessará no momento em que começar o ritual reprodutivo. Os dois ficarão embaixo do ninho de bolhas com o macho cutucando a fêmea com seu focinho e acariciando a área ventral com suas “antenas”.

A desova ocorrerá embaixo do ninho de bolhas no típico abraço anabantóide, com o macho se enrolando em torno da fêmea com os óvulos e espermatozoides sendo liberados simultaneamente. Os ovos liberados pela fêmea são flutuantes, eventualmente alguns poderão afundar onde serão recolhidos pelo macho e colocados dentro do ninho.

Terminado a desova, o macho assumirá a responsabilidade pela guarda do ninho e a fêmea será bastante agredida, devendo ser retirada. A eclosão ocorre em até 36 horas dependendo da temperatura. Após estarem nadando livremente o macho poderá ser retirado. Desovas individuais podem gerar até 600 a 700 ovos.

Dimorfismo sexual

Os machos são um pouco maiores e mais coloridos, as fêmeas são prateadas. Machos apresentam nadadeira dorsal e anal mais estendidas à medida que amadurecem.



COMPRAR Dicas e Onde comprar o peixe Colisa Lalia (Trichogaster lalius)
- COMPRAR Dicas e Onde comprar o peixe Colisa Lalia (Trichogaster lalius)